Substituto do vereador Thiago Virgílio (PTC), condenado em segunda instância na Chequinho, Carlinhos Canaã (PTC) vai deixar a Câmara de Campos pelo mesmo motivo. Ele é o primeiro suplente a perder o mandato por uma condenação pelo colegiado. A decisão foi enviada nessa terça-feira (10) pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) à 76ª Zona Eleitoral. A previsão é de que o cartório eleitoral encaminhe o documento ao parlamento municipal nesta quarta-feira (11). Cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas, como os demais condenados, fora do cargo. Na dança das cadeiras, o suplente Beto Cabeludo (PTC) será convocado. Canaã participou da sessão dessa terça no Legislativo, quando foi aprovada, por unanimidade, lei de acesso à informação para o parlamento.

No ano passado, Canaã chegou a ocupar uma cadeira na Câmara até junho, quando Virgílio conseguiu ser empossado. Thiago foi impedido de ser diplomado — assim como Jorge Rangel (PTB), Kellinho (sem partido), Linda Mara (PTC), Miguelito (PSL) e Ozéias (PSDB).

Canaã voltou a ocupar uma cadeira na Câmara no mês passado, quando Virgílio foi afastado novamente. Também foram afastados por condenação em segunda instância na Chequinho Jorge Magal (SD), Vinicius Madureira (PRP), Rangel, Miguelito, Linda Mara, Ozéias e Kellinho. Além deles, ainda falta ser julgado pelo TRE, o vereador Thiago Ferrugem (PR).
Sessão — A Câmara de Campos aprovou, por unanimidade, Projeto de Resolução 0022/2018, de autoria da Mesa Executiva, que cria o Serviço de Informações ao Cidadão (SIC/e-SIC) no âmbito do Legislativo.

O presidente Marcão Gomes (Rede) explicou que o documento é um avanço no cumprimento da Lei de Acesso à Informação no âmbito do Legislativo. Marcão também esclareceu que o serviço será realizado por funcionários concursados, não havendo custos extras para a estruturação.

Fonte: Folha 1

COMENTE COM SEU FACEBOOK