O vereador Jorginho Virgílio (PRP) usou a tribuna durante a sessão desta terça-feira (26), na Câmara de Vereadores, para falar sobre os débitos acumulados por algumas empresas com o Fundo de Desenvolvimento de Campos (Fundecam) durante os governos municipais passados – e que prejudica o governo atual. O vereador cogita solicitar a abertura de uma CPI do Fundecam.

“Quem não se lembra de um banheiro público construído em Goytacazes por R$ 30 mil? Quem se lembra da fábrica de macarrão que pegou dinheiro do Fundecam, não pagou, fechou as portas e demitiu os funcionários? Todo o dinheiro desviado ao longo dos anos está fazendo falta hoje nos hospitais, está fazendo falta para dar um alimento melhor aos alunos da rede municipal”, afirmou o vereador.

Jorginho comentou ainda sobre as críticas que o governo atual recebe ao apontar os erros do passado. “O orçamento hoje está pela metade do que o de 2016 e ainda tem o empréstimo que Rosinha pegou e deixou para o povo pagar. É impossível não olhar para as mazelas. As pessoas dizem que precisamos parar de olhar para o passado. É verdade, mas o nosso presente e nosso futuro estariam muito melhores se não tivesse tanta roubalheira que houve no nosso município”, desabafou.

Ao final, Jorginho sugeriu ainda que após um levantamento, todo o dinheiro seja devolvido aos cofres públicos. “Que tirem o dinheiro do patrimônio dos políticos corruptos e devolvam ao erário público, como aconteceu com o ex-governador Sérgio Cabral. Que a Justiça de Campos e do país descubram os verdadeiros ladrões do dinheiro de Campos e possamos pegar esse dinheiro de volta e reverter para o bem comum do município”.

Por: Redação

COMENTE COM SEU FACEBOOK