O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou nesta sexta-feira que o apresentador Luciano Huck está considerando ser candidato à Presidência da República em 2018. Os dois jantaram nesta semana em São Paulo.

— Pelo que eu saiba ele está considerando a possibilidade mas ele trabalha na Globo, tem um contrato e tem que pesar essas coisas todas — disse FH em entrevista nesta manhã a rádio Guaíba, no Rio Grande do Sul.

A declaração coloca o apresentador numa saia-justa, já que ele tem negado que disputará a eleição. As negativas foram feitas em artigo a jornal, em entrevista ao apresentador Fausto Silva e até em sua defesa num caso que tramita no Tribunal Superior Eleitoral.

Na entrevista, gravada antes do jantar com Huck, FH reagiu às críticas que têm recebido por ter se manifestado favorável a uma participação de Huck na eleição presidencial. Apoiadores do pré-candidato do PSDB à Presidência da República Geraldo Alckmin cobraram esta semana explicações do líder tucano.

— São alas mal informadas e um pouco intransigentes — afirmou FH em resposta à dúvida de setores do PSDB de que ele continua apoiando Alckmin.

FH reafirmou apoio a pré-candidato do PSDB e governador de São Paulo, nas prévias tucanas — marcada para março — e disse que tem compromisso com o PSDB.

— Vou seguir a linha do meu partido. Claro que eu apoio o Geraldo.

Em tom de desabafo e demonstrando irritação com as críticas que vem sofrendo por defender que Huck seria um bom candidato, o ex-presidente apontou que está faltando “civilidade” na política.

— Não é só com o Luciano Huck. Eu falo com muita gente. Outro dia jantei com o Fernando Haddad (ex-prefeito de São Paulo do PT). Nem por isso significa que eu apoio o Fernando Haddad (na eleição). É preciso dar sinais de civilidade na política — reclamou.

— De vez em quando ele janta comigo, eu vou à casa dos pais dele. O padastro dele é meu amigo, a mãe dele é minha amiga, o irmão dele é meu amigo. Eu converso com o Luciano. Eu não sei que decisão ele vai tomar. Agora eu tenho partido. Sou do PSDB. O PSDB terá seu candidato. Então uma coisa não implica na outra.

O tucano voltou a dizer que Huck é “pessoa bem intencionada” e que “pode trazer boas ideias para o país”

— Mas isso não quer dizer… eu vou seguir a linha do meu partido — repetiu.

Na quarta-feira FH recebeu um email de uma liderança do PSDB em São Paulo cobrando explicações para suas manifestações pró-Huck. Na quinta-feira à noite, o ex-presidente telefonou para Alckmin para reduzir as suspeitas de que estaria sabotando a pré-candidatura do governador paulista e reafirmou apoio a ele.

Fonte: O Globo

COMENTE COM SEU FACEBOOK