A dona de casa Carla da Silva Cândido, 41 anos, se sente mais segura com o que apreendeu nos quatros meses do curso “Eu Me Defendo”, oferecido gratuitamente a mulheres em busca de técnicas de defesa pessoal, em uma parceria da Fundação Municipal de Esportes (FME) com a Superintendência de Justiça e Assistência Judiciária da Prefeitura. Ela faz parte da primeira turma do projeto, que receberá novas inscrições a partir de segunda-feira (16) na sede da FME.

— Agora me sinto mais segura ao andar pelas ruas e a me posicionar numa situação de violência. Dias desses pude colocar em prática o que aprendi quando fui incomodada por um cidadão dentro de um coletivo. Ele não esperava a minha reação, pois sem falar alto ou agir bruscamente eu me defendi — contou orgulhosa Carla.

A universitária Amanda de Azevedo Soares, de 23 anos, também se formou no curso e explica que saber reconhecer situações de perigo também foi importante. “Aprendi muito com o professor, principalmente a ter consciência de que não precisamos de força para nos defender e fazer uma perfeita imobilização”, indicou Amanda, que chamará a mãe para participar.

O professor da turma, César Pinudo, destacou que o próximo grupo terá um novo formato, onde mulheres poderão se inscrever a qualquer momento para participar. “Agora serão oferecidas vagas durante todo o tempo para as aulas, com o máximo de 25 alunas por turma”, comentou o professor.

O presidente da FME, Raphael Thuin, reforçou que os resultados positivos são gratificantes e adiantou que o projeto terá ainda mais estrutura nas próximas turmas. Ele acrescentou ainda que o planejamento é oferecer o “Eu Me Defendo” também nos Centro Escola do Esporte (CEDEs). “É possível se defender tendo conhecimento de técnicas. E a aceitação do público foi boa, por isso vamos abrir logo as inscrições para a próxima turma. As aulas vão ser retomadas para esse novo ciclo a partir do dia 31 de julho”, destacou Thuin.

O projeto “Eu Me defendo” é fruto de uma parceria da Fundação com a Superintendência de Justiça e Assistência Judiciária. A superintendente da pasta, Maria Lontra Costa, explicou que necessidade de trabalhar essas questões surgiu da rotina de atendimentos recebidos.

— Durante o dia de trabalho, identificamos que muitas mulheres atendidas por nossa equipe são vítimas de violência doméstica e aí surgiu a ideia de fazer, em parceria com a Fundação de Esportes, uma atividade de defesa. O trabalho deu tão certo que a Prefeitura decidiu dar continuidade ao projeto, que atende mulheres vítimas ou não de violência — relatou.

A Superintendência da Justiça funciona na rua Baronesa da Lagoa Dourada, 165, Centro, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Eu Me Defendo — As inscrições para a nova turma podem ser feitas a partir de segunda-feira (16), na sede da FME, localizada na rua dos Goitacazes, 499 (antiga AABB), área central da cidade, sempre de segunda a quinta-feira, de 8h às 12h e das 14h às 17h. A turma deverá começar dia 31 de julho, mas as inscrições, no entanto, poderão ser feitas mesmo após o início do ciclo. As aulas terão duração de uma hora cada e serão ministradas terças e quintas-feiras, às 8h, e quartas e sextas-feiras às 16h.

Fonte: SupCom

COMENTE COM SEU FACEBOOK