Condenado pelo menos duas vezes por ofensas ao ex-presidente do Tribunal de Justiça, Luiz Zveiter, o ex-governador Anthony Garotinho faltou a uma Audiência de Conciliação/Mediação, em que é réu em ação por Dano Moral contra o desembargador. Mesmo devidamente intimado, segundo os autos, Garotinho não compareceu.
A audiência estava marcada para dia 6 de fevereiro, às 14h25. Porém, embora intimado desde 27 de janeiro e com quatro advogados listados no processo, Garotinho não compareceu. Nova data foi marcada para o próximo dia 10 de abril, às 14h30.
Em setembro do ano passado, Garotinho foi condenado a 1 mês e 10 dias de detenção por injúria ao desembargador Luiz Zveiter. Em 2016, durante a operação Chequinho – que o levou à prisão por duas vezes – Garotinho creditou a situação à perseguição política e jurídica, em parte por denúncias que fez contra o desembargador.
Em dezembro, Garotinho e Rosinha foram condenados por injúria. Citou três publicações do blog de Garotinho. Entre elas, “A escandalosa operação Chequinho”, que sugere o envolvimento de Zveiter em crimes de ameaça e constrangimento ilegal. O casal foi condenado a pagar R$ 30 mil a Zveiter por danos morais. Um mês antes, Rosinha já tinha sido condenada a indenizar Zveiter por injúria em outra ação. A filha do casal, deputada Clarissa Garotinho também foi condenada a pagar R$ 100 mil a Zveiter.
Fonte: Folha 1
COMENTE COM SEU FACEBOOK