Condenado em primeira instância a penas que somam mais de cem anos, o ex-governador Sérgio Cabral (MDB) já pode, em breve, ter seu primeiro recurso julgado.

O desembargador federal Abel Gomes, relator da Operação Calicute no Tribunal Regional Federal da 2ª Região, encaminhou o processo para o revisor, desembargador federal Paulo Espirito Santo.

Em termos práticos, isso significa que, a qualquer momento, a Corte pode marcar a data do julgamento.

Apenas em relação aos crimes investigados pela Operação Calicute — corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa —, Cabral foi condenado pelo juiz Marcelo Bretas a 45 anos de prisão.

Fonte: Berenice Seara / Extra

COMENTE COM SEU FACEBOOK