A herdeira bilionária do banco Credit Suisse iniciou uma campanha de ajuda financeira ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva naquilo que ela considera “um ataque ao povo brasileiro”. Roberta Luchsinger criou um movimento para apoiar financeiramente o ex-presidente Lula após o bloqueio de quase R$ 10 milhões em planos de previdência e contas bancárias por ordem do juiz Sérgio Moro.

Roberta, neta do suíço Peter Paul Arnold Luchsinger, doou cerca de R$ 500 mil em dinheiro, joias e outros bens de valor ao petista.

“Com o bloqueio dos bens de Lula, Moro tenta inviabilizá-lo tanto na política quanto pessoalmente. Vou fazer uma doação para que o presidente possa usar conforme as necessidades dele”, diz Roberta e completa “É indevido esse protagonismo político da Lava Jato, que fere o sistema de pesos e contrapesos entre os poderes da República. Perseguir o Lula é perseguir o povo brasileiro”.

Credit Suiss
Para quem não lembra o Credit Suisse é um dos principais bancos envolvidos na grande crise financeira 2007 provocada, principalmente, pela fraude nas avaliações de risco de títulos imobiliários. A crise atingiu todo o mundo e provocou recessão em vários países.

Na época Lula veio a público solicitar que os brasileiros continuassem comprando como forma de manter o mercado interno aquecido e que a crise seria apenas uma ‘marolinha’ no Brasil. O Credit Suisse foi condenado a pagar 5,28 bilhões de dólares como parte de um acordo com a justiça americana para encerrar processos relacionados à crise das hipotecas.

Com informações da Infomoney

 

COMENTE COM SEU FACEBOOK