A Prefeitura de Campos, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Ambiental (SMDA), começou nesta quinta-feira (13), o trabalho para transformar de área crítica em área ambiental, um terreno de 3,5 mil m² no bairro Jóquei Clube. O espaço, atrás de um campo de futebol, entregue em contrato de cessão até o final de 2020, podendo ser prorrogado, foi por muitos anos usado por carroceiros e moradores para o descarte de lixo e entulho, causando transtornos aos vizinhos.

— Esse espaço vai virar uma área de convívio sustentável para os moradores, que aqui poderão descansar, brincar com os filhos, praticar atividades esportivas, ter acesso grátis à internet e muitas outras coisas. Pretendemos usar o local, principalmente, para ações de cunho ambiental, com ponto de coleta de materiais, realização de cursos e palestras, ou seja, um amplo leque de atividades a partir de ideias e propostas que forem surgindo — observa o secretário Leonardo Barreto.

Logo cedo, caminhões deixaram na área, cargas de terra preta e pneus de reaproveitamento, para nivelar o terreno e fazer o cercamento do espaço. “Vamos cercar toda a área com pneus, que serão pintados e também servirão de canteiros para receber plantas ornamentais. E além de uma quadra de areia para prática de esportes como vôlei e futebol, também teremos brinquedos diversos e outros espaços destinados a descanso, com bancos, choupanas e algumas árvores”, explica a assessora de gestão de resíduos da SMDA, Ana Liz Rocha.

Para quem vivia incomodado com o mau-cheiro e a poluição visual bem perto de casa, a notícia da criação do novo espaço veio como um alívio. “A gente já não aguentava mais. O vento trazia folhas, papéis e plásticos para nosso portão. Isso sem falar no mau-cheiro, que incomoda muito a minha mãe, de 85 anos. Vai ser muito bom”, disse a aposentada Maria José de Souza, de 59 anos. “O bairro precisava de um espaço assim. Estamos bem animados”, completou o comerciante Cláudio Ribeiro, 39 anos, enquanto batia bola com o filho Caio, de três.

A previsão é de que as primeiras instalações do espaço sejam liberadas nos próximos 15 dias. A proposta é fazer com que os moradores “abracem” o espaço, colaborando na sua manutenção e ajudando a vigiar. A área fica entre a Avenida Winston Churchill, a Rua Doutor Antônio Joaquim de Melo, a Rua Júlio Barcelos e a Rua Agnaldo Machado.

A SMDA já revitalizou pela cidade, quatro áreas críticas que recebiam resíduos irregularmente: uma no Esplanada, uma no Flamboyant, uma próxima ao Fit Vivai (Parque Presidente Juscelino) e outra na Avenida Nossa Senhora do Carmo, no Parque Aurora. E além desta iniciada no Jóquei, outra está sendo preparada no Julião Nogueira. E mais duas estão projetadas, sendo mais uma no Esplanada e uma no bairro da Penha.

Fonte: SupCom

COMENTE COM SEU FACEBOOK