A promotora Patrícia Monteiro Alves emitiu parecer pela improcedência dos pedidos da Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE)  que solicita a cassação do diploma do prefeito Rafael Diniz (PPS). A ação foi proposta pela Coligação Frente Popular Progressistas de Campos, que era constituída pelos partidos que apoiavam Dr. Chicão (PR), candidato da ex-prefeita Rosinha Garotinho (PR).

Para os autores da ação, parte da mídia de Campos tinha preferência pela candidatura de Rafael Diniz. Mas, em seu parecer, O Ministério Público rechaçou a possibilidade: “os jornais se contiveram a informar objetivamente os fatos que ocorriam na cidade de Campos e não ultrapassaram os limites da imparcialidade”. Com estas considerações, o Ministério Público Eleitoral julgou improcedente a ação.

(Foto: Rodrigo Silveira/Folha1)

Por Redação

COMENTE COM SEU FACEBOOK