Começou nesta segunda-feira (4), a obra para captação de resíduos fluidos de dois contêineres na área do Mercado Municipal, um que recebe restos de frutas, verduras e legumes e outro que acondiciona resíduos de pescados para reciclagem. O trabalho é resultado de uma articulação entre a Superintendência de Pesca e Aquicultura, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Ambiental (SMDA), a Companhia de Desenvolvimento do Município de Campos (Codemca), a empresa Patense e as concessionárias Águas do Paraíba e Vital Engenharia Ambiental.

— O objetivo é dar maior comodidade, conforto e bem-estar aos feirantes e frequentadores do Mercado Municipal. Esta era uma demanda que precisava ser atendida há décadas. Em alguns dias, com certeza, teremos novos ares e um ambiente ainda mais agradável para as compras de hortifrutigranjeiros no nosso tradicional mercado — avalia o superintendente adjunto de Pesca e Aquicultura, José Armando Barreto.

As obras devem durar dez dias, tempo de preparar a base adequada para os dois contêineres e a instalação da rede que vai captar os resíduos fluídos e destinar à Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) da Chatuba.

— A Prefeitura trabalha integrada e vem desenvolvendo parcerias importantes com o setor privado, em prol de melhorias para a população. Nesta obra no Mercado, em especial, além de promovermos o bem-estar de quem trabalha e circula pela área, há também a preocupação ambiental. Por isso, desde o início, a importante interação das autoridades do Meio Ambiente e da Codemca, que cuida da administração na área, fez a diferença — conclui José Armando.

COMENTE COM SEU FACEBOOK