Realidade no serviço público e na iniciativa privada em todo o país, o ponto biométrico começa a ser implantado pela Prefeitura de Campos. No dia 8 de abril, será iniciado o cadastro dos servidores. O objetivo é alcançar a otimização, permitindo transparência e eficiência à administração pública em benefício dos próprios servidores. O ponto biométrico alcançará estatutários, servidores de processos seletivos, estagiários e cargos comissionados (DAS).

O cadastro vai começar pelos servidores do Centro Administrativo José Alves de Azevedo (CAJAA), da Guarda Civil Municipal (GCM) e da Fundação Municipal de Saúde (FMS). Informações como locais, dias horários e documentação para o cadastramento foram disponibilizadas no Diário Oficial desta quarta-feira (dia 3 de abril).

— A otimização a partir da implantação do ponto biométrico será benéfica para os servidores e também para a população da nossa cidade — projeta o secretário de Gestão Pública, André Oliveira

O secretário destaca que em 2017, a Prefeitura criou um Grupo de Trabalho para analisar a viabilidade técnica e financeira para a implantação do novo sistema de ponto, além de identificar restrições e dificuldades para execução. O grupo é composto pelos integrantes da Comissão Especial de Gestão Governamental, e ainda pelo secretário Municipal de Gestão Pública e pelo superintendente do Centro de Informações e Dados de Campos (Cidac), Luiz Cláudio Vieira.

— Várias prefeituras no estado do Rio já adotaram esse sistema, inclusive com recomendação dos Ministérios Públicos Federal e Estadual. Além disso, o que o servidor mais quer, atualmente, é uma gestão transparente e eficiente. Em nossa região, as prefeituras de Macaé, Carapebus e Rio das Ostras já utilizam desse sistema e colhem frutos em benefício dos servidores — afirma André Oliveira.

O ponto biométrico é autorizado pela Lei 8765/17 e a empresa que ficará responsável pelo processo foi selecionada através de Pregão Presencial.

Fonte: SupCom