O Centro de Doenças Infecto Contagiosas (Cdip), onde funciona o programa DST/Aids e Hepatites Virais, da secretaria municipal de Saúde, realizou cerca de 1.600 exames de HIV ano de 2018.

De acordo com levantamento do programa, do total de exames realizados no ano passado, 58 deram resultados reativos para a doença, o que representa 3,65% dos casos. Dos reativos, 33% foram do sexo feminino e 67% do sexo masculino.

— A faixa etária dos que fizeram o exame e que apresentou o maior percentual foi entre 35 a 44 anos, com 34,6% dos casos. Tivemos um percentual significativo de resultados reativos na população com idade entre 25 e 29 anos, com 21,5% dos casos — disse a coordenadora do programa DST/Aids, a enfermeira Paula Alvarenga.

Atualmente, o programa tem 3.271 pessoas cadastradas, sendo 54,2% homens e 45,8% mulheres. Já o ambulatório de infectologia pediátrica para HIV acompanha 70 crianças com idade acima de dois anos e realiza a investigação de 58 crianças com idades entre 0 e dois anos, além de 40 gestantes. Os profissionais das Unidades Básicas de Saúde (UBS) continuam sendo treinados neste ano para descentralização dos testes rápidos.

O Centro de Doenças Infecciosas e Parasitárias funciona de segunda à sexta-feira, de 8h às 17h, na rua Conselheiro Otaviano, 241, Centro.

COMENTE COM SEU FACEBOOK